Cake – Uma razão para viver

A Depressão e a perda da razão de viver.

cakeampla

Todos nós precisamos de algo que nos motive, que nos faça estar em busca. É por isso que seguimos a vida, porque temos algo pelo que seguir / lutar. A insatisfação em sempre buscar algo mais, não é necessariamente algo negativo se soubermos olhar por outro ponto de vista (é uma certa insatisfação que nos movimenta). Quando nos perdemos, perdemos o sentido. É aí que entra a Depressão.

A Depressão não atinge só a pessoa que a tem, atinge quem está ao redor. Para quem está de fora, é difícil compreender, difícil imaginar como é sentir tristeza profunda e sem motivo, um vazio que sufoca, a perda do sentido de tudo. A pessoa se isola, ao mesmo tempo em que afasta as pessoas.

No filme “Cake”, a personagem desenvolve uma depressão após sofrer um acidente e perder seu filho. Logo, passa a vivenciar um intenso sofrimento físico e emocional. Ela se torna uma mulher amargurada, ríspida e agressiva, machucando a si e aos outros. Isto, é apenas uma forma que a personagem encontra de enfrentar a sua dor.

Não há como imaginarmos a hipótese de uma perda tão dolorosa quanto à da personagem, a não ser que passemos por ela. Empatia é pôr-se no lugar do outro, mas jamais realmente saberemos fielmente como o outro se sente. Por isso que é tão difícil para quem está de fora compreender.

Além do tema da depressão, o filme também explora o tema do suicídio. Este é um pensamento muito comum do depressivo. A angústia se torna tão pesada, que para o depressivo se torna muito difícil suportar. O suicídio muitas vezes é representado pelo mundo simbólico, é uma vontade de matar a dor, a angústia que o aterroriza.

No filme, é perceptível que a personagem busca meios de machucar-se como uma forma de fugir da sua dor (a dor real que aterroriza cada sombra do seu pensamento). É comum quando sentimos uma dor emocional muito intensa buscarmos recursos para amenizá-la ou esquecê-la. Para o depressivo, isto é mais difícil ainda e muitas vezes ele busca machucar-se de outras formas para não olhar o abismo escuro da sua dor.

Talvez o filme “Cake” não tenha abordado este tema de uma forma mais profunda, que nos fizesse entender e sentir a dor de pessoa com depressão. Mas abre caminhos para analisarmos o quanto as pessoas com depressão precisam de ajuda e que muitas delas passam despercebidas.

Suzanne Leal
@amplapsicologia
Facebook.com/amplapsicologia

[Foto: Google Images]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: