A angústia e a existência

A busca pelo sentido da vida é comum a todas as pessoas. Há quem sinta angústia de viver, que questiona e indaga sua própria realidade ou a crença do que acredita ser sua realidade (confundimos nossas crenças com a realidade). Somos insatisfeitos e desejamos veemente ultrapassar nossos limites. Mas muitas vezes nos conformamos com nossa... Continuar Lendo →

Não é amor, é outra coisa

"Seremos todos, de fato, incapazes de amar e de inspirar amor? Então a pessoa é só..." (Osho) Já parou para pensar se tudo o que você diz que é amor realmente é amor? Às vezes é um misto de apego, raiva, desamor, carência, egoísmo... e por aí vai... Chamamos de amor o medo de ficarmos... Continuar Lendo →

A doença e o hospital

“A doença é um real do corpo no qual o homem se esbarra, e quando isso acontece toda a subjetividade é sacudida” (Simonetti) As culturas tratam da doença e da morte de forma diferente, cada uma vivencia ao modo como foi construída ao longo dos anos. No entanto, é preciso ver o homem como ser... Continuar Lendo →

Fazer arte é coisa séria

Olhos grudados no tablet, dedinhos ágeis passam as fases de algum jogo, ouvidos atentos ao discurso preocupado dos pais. A escola encaminhou aos “doutores” entendidos de crianças. Laudos, papéis, receitas, avaliações são apresentado a mim. Espanto-me com a quantidade de papel que acompanha a história de Viny, de 8 anos de idade. Não gosta da... Continuar Lendo →

A conspiração do silêncio no hospital

"A negação é usada por quase todos os pacientes, pois, podem considerar a possibilidade de morte durante um tempo, mas precisam deixá-la de lado para lutar pela vida. Paradoxal, porém real". (Kübler-Ross, 1998). O adoecimento pode ser vivenciado de diversas formas, variando de pessoa para pessoa, mas sempre permeado de sofrimento. O estresse vivenciado diante... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑