Fora do lugar

O sentimento de não pertencimento é um dos sentimentos que mais nos angustiam… sentir que não pertencemos a este lugar, a estas pessoas, a estas coisas… nos tira o ar.

E dia a dia acordamos sufocados, enraizando cada vez mais a nossa alma. Perdemos a nós mesmos e quando nos damos conta, entramos no automático e nem sabemos mais o que gostamos, nossos planos se esvaem, a coragem se dissipa e o entusiasmo se perde em lembranças vagas.

76yt5

Por vezes, divagamos em meio a pensamentos profundos, fantasiando com o lugar de pertencimento da nossa alma. Num breve piscar, sorrimos e nossa alma vibra. Tão breve, tão fugaz! E o sentimento escapole pelos dedos e escorre pelas ruas.

O cansaço da rotina que o aprisionou deixa o corpo pesado. O sono, a vontade de dormir, de fugir sufoca e anula. Seus planos vão passando, acumulando em gavetas empoeiradas. Páginas e folhas em branco. Tudo deixado para trás abandonado. Quem você era, quem você é, você não sabe mais. O arrependimento do que não realizou, do que não buscou, doem como faca encravada no peito. Não há espaço para respirar.

E quando chega à noite, você se pergunta: ainda dá tempo?

E o peso dos olhos é mais forte, é incontrolável. Os olhos se fecham e você se perde mais uma vez!

Perdoem o texto pesado. Se você chegou até aqui, ainda dá tempo de sair. Saia desse ciclo! Fuja! Corra atrás do que você é, não importa o quê ou quem. Nada vale se anular por alguém ou por medo.

Viva!

Luna Ranzani
lunaranzani@gmail.com
Fotos: Google Images

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: