Já se perdoou hoje?

Por diversas vezes nos angustiamos e reviramos nossa cabeça com sentimentos de culpa e punição. Revivemos momentos na memória, momentos em que nos magoamos, nos ferimos e insistimos em achar que a culpa foi nossa, que poderíamos ter feito diferente. Remoer o passado é um dos maiores conflitos do ser humano, insistir na lembrança do erro só nos traz mais dor.  

foiegcwÉ importante assumir a responsabilidade pelos nossos atos, pela nossa vida. Mas é importante também aprendermos com todos os momentos que vivemos, fazermos disso um pilar, para nos tornamos mais fortes e resilientes diante das adversidades da vida.

Não nascemos cheios de experiência e sabedoria. Aprendemos com o tempo, com as vivências. Não se culpe por um momento de dor que viveu há 10 anos. Lembre-se sempre: há 10 anos, você não tinha a sabedoria que tem hoje. Ainda não temos tudo, estamos constantemente vivendo e aprendendo.

A experiência e a maturidade nos fazem refletir melhor, avaliar uma situação para não cometermos o mesmo erro. Mas a maturidade também nos faz perceber que não precisamos nos punir tanto e que é preciso saber se perdoar.

perdoe2

Por isso, já se perdoou hoje? Por achar que foi tola, por ter acreditado, confiado? Perdoe-se! Quando você confia em alguém e esse alguém te trai, o erro não foi seu. Você teve boa vontade e decidiu acreditar no outro, o que há de errado nisso? A confiança é um sentimento verdadeiro e sincero. Não se puna pelas atitudes dos outros!

Suzanne Leal
@amplapsicologia

Um comentário em “Já se perdoou hoje?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: