Carta pra você – Um desabafo!

Essa é pra você que não me deixa em paz! Pare de alimentar essa amargura, esse rancor. Não confunda ódio com injustiça. Não confunda educação com intromissão. Não, você não está querendo fazer justiça. Você está querendo alimentar o seu ego, permeado por ódio e rancor. Não percebe que aquilo a que você julga injusto... Continuar Lendo →

Hábitos que alimentam nossas inseguranças

São modos de viver que prejudicam nossa autoestima pouco a pouco. Na teoria e na prática, ninguém é perfeito. Todos nós temos imperfeições, fraquezas e "pontos cegos" em nosso repertório de virtudes, e isso não é problema. O que é um problema, no entanto, é o que acontece quando nossa percepção desses defeitos gera inseguranças... Continuar Lendo →

O poder das emoções

Uma emoção é um processo pelo qual a informação cognitivo e sensorial em torno de um estímulo externo é transmitido a partir do trato corpo para a medula espinhal, que formam sinapses e estimulando, assim, a secreção de hormona e glândulas de atividade, músculos e tecidos. Se levarmos em conta apenas a definição anterior, podemos... Continuar Lendo →

Luto complicado ou patológico

“O medo de morrer é essencial para a nossa vida, é por causa dele que nos encontramos vivos até hoje” D’ASSUMPÇÃO A morte faz parte da vida. Apesar disso, causa medo, inquietação, angústia, temor, etc. Trata-se de uma experiência absolutamente solitária. Só conhecemos a morte no outro e não há como vivenciá-la a não ser... Continuar Lendo →

A responsabilidade da escolha segundo Schopenhauer

Texto extraído do livro Schopenhauer e os anos mais selvagens da filosofia, de Rudger Safranski, onde o autor fala sobre a responsabilidade de assumir nossas decisões. A liberdade nos coloca em confronto com as escolhas e com nosso ser interior. Quando escolhemos alguma coisa, também devemos assumir a responsabilidade por esta decisão. Feita a escolha,... Continuar Lendo →

A angústia e a existência

A busca pelo sentido da vida é comum a todas as pessoas. Há quem sinta angústia de viver, que questiona e indaga sua própria realidade ou a crença do que acredita ser sua realidade (confundimos nossas crenças com a realidade). Somos insatisfeitos e desejamos veemente ultrapassar nossos limites. Mas muitas vezes nos conformamos com nossa... Continuar Lendo →

Não é amor, é outra coisa

"Seremos todos, de fato, incapazes de amar e de inspirar amor? Então a pessoa é só..." (Osho) Já parou para pensar se tudo o que você diz que é amor realmente é amor? Às vezes é um misto de apego, raiva, desamor, carência, egoísmo... e por aí vai... Chamamos de amor o medo de ficarmos... Continuar Lendo →

A conspiração do silêncio no hospital

"A negação é usada por quase todos os pacientes, pois, podem considerar a possibilidade de morte durante um tempo, mas precisam deixá-la de lado para lutar pela vida. Paradoxal, porém real". (Kübler-Ross, 1998). O adoecimento pode ser vivenciado de diversas formas, variando de pessoa para pessoa, mas sempre permeado de sofrimento. O estresse vivenciado diante... Continuar Lendo →

Dos sentimentos que não falamos

Olhar para si pode ser assustador. É mais fácil seguir a vida sem conhecer a si mesmo. Diante de uma frase dita entre prantos “tenho medo de ficar fria e seca”, foi possível perceber que naquela voz não havia frieza ou vazio. Era apenas uma alma se afundando em angústia por não encontrar outras almas... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑