O poder das emoções

Uma emoção é um processo pelo qual a informação cognitivo e sensorial em torno de um estímulo externo é transmitido a partir do trato corpo para a medula espinhal, que formam sinapses e estimulando, assim, a secreção de hormona e glândulas de atividade, músculos e tecidos. Se levarmos em conta apenas a definição anterior, podemos... Continuar Lendo →

Luto complicado ou patológico

“O medo de morrer é essencial para a nossa vida, é por causa dele que nos encontramos vivos até hoje” D’ASSUMPÇÃO A morte faz parte da vida. Apesar disso, causa medo, inquietação, angústia, temor, etc. Trata-se de uma experiência absolutamente solitária. Só conhecemos a morte no outro e não há como vivenciá-la a não ser... Continuar Lendo →

A responsabilidade da escolha segundo Schopenhauer

Texto extraído do livro Schopenhauer e os anos mais selvagens da filosofia, de Rudger Safranski, onde o autor fala sobre a responsabilidade de assumir nossas decisões. A liberdade nos coloca em confronto com as escolhas e com nosso ser interior. Quando escolhemos alguma coisa, também devemos assumir a responsabilidade por esta decisão. Feita a escolha,... Continuar Lendo →

A angústia e a existência

A busca pelo sentido da vida é comum a todas as pessoas. Há quem sinta angústia de viver, que questiona e indaga sua própria realidade ou a crença do que acredita ser sua realidade (confundimos nossas crenças com a realidade). Somos insatisfeitos e desejamos veemente ultrapassar nossos limites. Mas muitas vezes nos conformamos com nossa... Continuar Lendo →

Não é amor, é outra coisa

"Seremos todos, de fato, incapazes de amar e de inspirar amor? Então a pessoa é só..." (Osho) Já parou para pensar se tudo o que você diz que é amor realmente é amor? Às vezes é um misto de apego, raiva, desamor, carência, egoísmo... e por aí vai... Chamamos de amor o medo de ficarmos... Continuar Lendo →

A conspiração do silêncio no hospital

"A negação é usada por quase todos os pacientes, pois, podem considerar a possibilidade de morte durante um tempo, mas precisam deixá-la de lado para lutar pela vida. Paradoxal, porém real". (Kübler-Ross, 1998). O adoecimento pode ser vivenciado de diversas formas, variando de pessoa para pessoa, mas sempre permeado de sofrimento. O estresse vivenciado diante... Continuar Lendo →

Dos sentimentos que não falamos

Olhar para si pode ser assustador. É mais fácil seguir a vida sem conhecer a si mesmo. Diante de uma frase dita entre prantos “tenho medo de ficar fria e seca”, foi possível perceber que naquela voz não havia frieza ou vazio. Era apenas uma alma se afundando em angústia por não encontrar outras almas... Continuar Lendo →

Cake – Uma razão para viver

A Depressão e a perda da razão de viver. Todos nós precisamos de algo que nos motive, que nos faça estar em busca. É por isso que seguimos a vida, porque temos algo pelo que seguir / lutar. A insatisfação em sempre buscar algo mais, não é necessariamente algo negativo se soubermos olhar por outro... Continuar Lendo →

A morte e o trágico

Somos frágeis, não somos eternos. É com esta frase que começo este texto. Ficamos consternados ao sabermos de uma morte trágica, um acidente que tira a vida em questão de segundos, num tropeço, num sufoco, numa paralisia... algo que por um segundo nos mostra o quanto somos frágeis. Quanto mais próximo de nós, mais ficamos... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑