A neurobiologia do ciúme: anatomia de uma emoção perigosa

A neurobiologia do ciúme nos diz que estamos diante de um tipo potencialmente perigoso de emoção. Além disso, sabe-se até que o cérebro masculino pode (às vezes) apresentar reações mais intensas. Nesses casos, a experiência do ciúme é combinada com a testosterona, para aumentar o cortisol (hormônio do estresse), tornando esse sentimento muito mais incontrolável.... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑